22 de mai de 2012

"Uma andorinha só não faz verão..."

Foto: Céu em Porto Belo – SC

Qualquer significado que se abstraia da foto da andorinha voando solitária no céu e da conhecida expressão: “Uma andorinha só não faz primavera” ou “Uma andorinha só não faz verão”, nos remete a reflexões interessantes.

Pois, ainda que a imagem congelada de um momento nos remeta, a determinadas percepções visuais, sabemos que está emoldurada e limitada em relação ao contexto maior que a lente de uma câmera, fisicamente, não comporta.

Assim, também, acontece em alguns momentos da nossa vida, quando perdemos a percepção do contexto maior e, pensamos ser uma andorinha solitária como a da foto: às vezes com a sensação de que podemos fazer tudo sem a ajuda dos outros e, em outras vezes, com o sentimento de que fomos deixados de lado.
Contudo, ambos os casos nos conduzem ao esquecimento da importância da função de um grupo e do poder do afeto que emerge como fruto dessas relações como ingrediente coesivo e transformador - que muito colaboram para um novo estado de vida mais harmonioso, integrado, alegre, belo e próspero.

Então, para realizarmos uma leitura ampliada, nos reportarmos para outros sentidos – que a nossa visão interna provê - dando um novo significado que renova compreensões. Então, vamos além da imagem de uma foto, além das palavras de um texto, para um Universo sem fronteiras, sem limites, amplo!!

É a expansão de Ser que expande entendimentos! Integra! Unifica!

Onde a solidão da andorinha dá espaço e liberdade para a manifestação da vastidão que compõe a Unidade.
Onde, um indivíduo não é mais julgado por um ato isolado.
Onde, compreende-se que uma única pessoa não pode mudar o mundo.

Onde, “toda união entre as criaturas é essencialmente um reencontro consigo mesmo, uma fusão com aquele do qual nos separamos. Uma descoberta de si mesmo nos outros” (Sri Aurobindo).
Gratidão a todos os amigos de alma, parceiros da vida e do Espaço Matrix, que nesses encontros mágicos, promovem o re-encontro de cada pedacinho meu em cada um de vocês. 
Namastê. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário