27 de nov de 2014

"Pé de Amora", Amor que não demora


O pé de amora de minha infância... ahhhh... tem tão doces memórias!
Na Inocência de minha criança, muitos sonhos REAIS eu tive.
E na sua Pureza eu os mantive.

Hoje, a Amora que em mim mora, agora aflora em frutos de Amor que não demora.
Porque chegou a sua Hora.

Descobri que aquele tempo REAL, sempre esteve aqui.
E quando me dei conta, não precisava mais fazer contas, nem brincar de faz-de-conta.

Embora precisasse ter feito para perceber que não precisava...
Embora pensasse que nada tivesse sido feito, quando tudo já estava feito com efeito...
Já não precisava 'mais' saber de 'mais' nada, porque isso agora era de 'menos'.
Não estava mais fazendo nada e apenas Ser me bastava.

Ah... meu "Pé de Amora"...
Como é bela a sua história!!!!

* Gratidão à Mariana Natale, que presenteou-me com essa amoreira, despertando os melhores sonhos reais de minha infância.

24 de nov de 2014

PROSPERIDADE é Potencialidade em Ação

Foto de Eliza Carneiro
Tiradentes- MG

O Campo da Potencialidade Pura está disponível à toda Humanidade.
Nem antes, nem depois, senão, Aqui e Agora.
 
Mas, antes é necessário que cada um se torne puro Campo de Neutralidade.
Onde a Paz é o fruto da nossa sanidade, ao dissolvermos os próprios conflitos que enevoam a expressão de nossa Verdadeira Identidade.

E quando não há conflito, nada mais tem o poder de te fazer aflito.
Porque você se permitiu viver o Presente Infinito.

Fátima Lee

17 de nov de 2014

Dar e Receber, via de mão única

Foto de Glória da Silva

Quando o Amor está fluindo, "Dar e Receber" é uma via de mão única.
E tudo se torna próspero e luminoso porque não há mais divisão.
Tudo simplesmente acontece
Sem esforço, sem intenção, sem expectativa, sem limitação.
E um respeito profundo naturalmente floresce à toda vida.
Profunda reverência se faz presente em toda a interação
De onde reverbera a força do coração em forma de dons.
E aquele que dá, é também, o que recebe.
E a Vida prospera
Para todo aquele que A venera.

Fátima Lee

* Esse post é em gratidão à querida amiga Glória da Silva autora da foto, a quem sou grata por presentear-me com essa imagem tão significativa de nossa "via de mão única" - onde "dando e recebendo" sob o comando do coração, nos encontramos para sermos UM.

KUAN YIN

Amor, Perdão, Compaixão.
Libertação.


BÊNÇÃO DE KUAN YIN

Que a Paz de Deus paire sobre vossos lares!
Possa o Amor Divino estar em vossos corações!
Que a Luz Cósmica flameje em vossas almas e a sabedoria em vossas mentes!
Possa a Força do Altíssimo vitalizar cada membro de vossos lares!
Que a Saúde e o Bem-estar Divinos se manifestem em vossos corpos que são as vestimentas com que agora vos envolveis!
Que a Graça de Deus vos preencha em vossos atos de adoração!
Possam os Dons do Absoluto serem expressados através de vossas consciências!
Que a plenitude e a Vitória de vosso Plano Divino sejam realizadas e selem vossa passagem na Terra! Que assim seja!

(de Antônio Carlos Rocha)
 

11 de nov de 2014

Eu Sou o SOL


Doce é a Vida
E Grata Eu Sou
Alegria Bem-vinda
Acende meu Sol
E o Paraíso
É onde estou

Fátima Lee

10 de nov de 2014

SILÊNCIO é o Som da Paz no Coração

PAZ 
Foto de Fátima Lee

Quando silencio meus corpos
Nada mais me passa em vão
Ouço do canto dos pássaros à brisa do vento
O som do avião e o latido do cão
O tumulto da multidão
Ouço tudo sem querer explicação
Nesse momento, eu, o som e o silêncio
Somos Um
E descubro que o verdadeiro Silêncio
É o som da Paz no meu Coração

Fátima Lee

7 de nov de 2014

E onde estou, Eu Sou

Foto de Plasticine

Desidentificando-me de tudo aquilo que concebi como real 
Mergulho fundo e sinto a própria identificação com o "cordão umbilical"
Aquele que me trouxe até aqui onde ESTOU.

Entro em contato com o confortável
E também com o desconfortável, por mais abominável que pareça
Até que o Inominável em mim apareça.

E sem perder a Conexão com o "cordão Universal"
Vou redescobrindo, des-cobrindo Aquele que Eu SOU.
E, onde estou, Eu Sou.

Fátima Lee.

5 de nov de 2014

O parto do Amor

Foto de Eliza Carneiro

E o Amor despontou em mim...
Enfim
E a Alegria de viver encontra espaço
Em meu próprio abraço
Porque quando me abraço, também te abraço

E nesse laço, não somos mais um nó
Somos Um só.

Renasço
Nesse ato de Amor que liberta
E em mim desperta.

Fátima Lee