7 de nov de 2014

E onde estou, Eu Sou

Foto de Plasticine

Desidentificando-me de tudo aquilo que concebi como real 
Mergulho fundo e sinto a própria identificação com o "cordão umbilical"
Aquele que me trouxe até aqui onde ESTOU.

Entro em contato com o confortável
E também com o desconfortável, por mais abominável que pareça
Até que o Inominável em mim apareça.

E sem perder a Conexão com o "cordão Universal"
Vou redescobrindo, des-cobrindo Aquele que Eu SOU.
E, onde estou, Eu Sou.

Fátima Lee.

Um comentário: