15 de jun de 2011

Cultivando o Silêncio, acessando a simplicidade do Ser

O ser Essencial reside no interior de cada um de nós.
Esse ser é harmonia e perfeição, posto que é imagem e semelhança do seu Criador.


Na foto acima, o “Homem Vitruviano”, em detalhe, no centro da MANDALA UNIÃO – obra da artista plástica Kiki Stefani, feita para o Espaço Matrix – expressa esse potencial criativo latente de harmonia e perfeição em cada um de nós, que pode ser revelado a qualquer instante, no modo como nos relacionamos conosco e com as pessoas do nosso convívio, nessa oportunidade contínua que temos - por intermédio do nosso livre-arbítrio - de fazermos escolhas mais conscientes e, conseqüentemente mais harmoniosas.

            Entendemos que a partir do momento em que acessamos essa fonte de inspiração que reside em nossa Matriz Essencial, esse potencial se revela, espontaneamente, imprimindo esse padrão de proporções harmoniosas em nosso pensar, sentir e agir, tal qual a relação do artista com a sua “obra-prima”.

            Contudo, isso depende de nossas escolhas - que nem sempre são realizadas de forma consciente, apresentando-se vulneráveis nas situações em que apenas reagimos às circunstâncias da vida, revelando, nesse caso, que estamos distantes dessa Matriz Essencial que é atividade, ação e perfeição – e não reação.

Assim, quando a vida não se revela em harmonia, certamente, ela está nos sinalizando que os nossos padrões inconscientes reativos estão no comando, ou seja, estamos deixando a vida nos levar, ao invés de conduzi-la por intermédio do Ser Essencial como guia.

Temos “razões de sobra” para justificarmos a nossa postura reativa – e, muitas vezes repetitiva - onde a vilã, de um modo geral, se resume nas exigências externas que nos consomem o tempo.

Mas, ceder às exigências externas, sem um porto seguro - uma ancoragem interna - nos desequilibra, nos colocando à disposição das marés, distanciando-nos da almejada proporção de harmonia e perfeição - reflexo do equilíbrio.

Somos convidados então, a fazer diferente, onde novas posturas implicam em novos hábitos.

O intuito da Oficina: “Cultivando o Silêncio, acessando a simplicidade do Ser” é promover novos hábitos saudáveis na relação que estabelecemos conosco, incentivando uma pausa para si através da prática do silêncio interior como fonte de inspiração e sabedoria para transitarmos no mundo exterior com mais equilíbrio, discernimento e simplicidade, que se revelarão em atitudes mais assertivas no nosso dia-a-dia relacional, na escolha consciente de manifestar a Harmonia interior. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário