19 de jun de 2012

“Na solidez das minhas Raízes, construo as Asas da minha Liberdade”


No porto seguro de minhas Raízes Maiores abasteço-me de toda Força e Vontade necessárias para crescer.
Transformo toda rigidez da forma em solidez da essência.

Acolho e manifesto toda a Sabedoria de meus ancestrais e instrutores espirituais que me inspiram - primeiro, a descobrir para, depois, seguir, com meus próprios pés, o meu caminho em Equilíbrio.

Aceito e manifesto todo o Amor compassivo e coesivo que me confere uma nova percepção: a da Unidade que em tudo É.

E, quanto mais reconheço e revelo, em meu caminho, essas virtudes que me são inerentes, pois que são minha herança divina - meu Poder se revela e sinto-me cada vez mais livre para alçar novos vôos.

Como as folhas das árvores - sem esforço, apegos, resistência ou medo, lanço-me ao vento, ao sol e permito-me molhar na chuva...
Danço com as cores do arco-íris.

E, em leveza e fluidez...
Pouso, suavemente, no solo... na terra.
Pés firmes no chão, mas permitindo à gravitação fluir dentro de mim.

Então, sem esforço, estou pronta para realizar novas transformações, revelar novos talentos, Ser Abundância, reverberar as cores do arco-íris para re-colorir a Terra.

Percebo-me,
Permito-me,
Liberto-me,
E, finalmente Sou.





“Metade da Humanidade tem vivido aceitando o mundo interior, mas negando o mundo exterior.
A outra metade tem aceitado o mundo material e negado o mundo interior.
Ambas são metades, e homem nenhum que seja uma metade pode estar satisfeito.
É necessário ser inteiro: rico no corpo, rico em ciência; rico em meditação, rico em consciência.
Apenas a pessoa inteira é uma pessoa sagrada.
...
Esta é a minha contribuição para a humanidade: a pessoa inteira.”
(Abundância – O tarô Zen de Osho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário