5 de out de 2011

CALEIDOSCÓPIO – um mundo de possibilidades!!

* Foto de Ada Moderiano - tirada no Espaço Matrix.

Inspirados pela entrada oficial da Primavera, também renascem em nós infinitas possibilidades que se abrem numa explosão de formas, cores, aromas e sabores!!

Contudo, essas possibilidades são potenciais latentes que dependem de nossas escolhas - responsabilidades pessoais e intransferíveis – para aflorarem.

A Decisão é um ingrediente fundamental que se constitui como grande aliada da Vontade nos impulsionando a ir adiante para vivenciar o novo, com coragem para renascer através de novas experiências que nos acrescentem, que nos promovam aprendizados conscientes - base de todo processo evolutivo.

E este novo cenário começa a tomar forma quando trazemos à VIDA, novos modelos de atuar mesmo diante do “velho cotidiano”, permitindo à luz revelada na beleza das cores da natureza, expandirem-se também no nosso dia-a-dia, por intermédio de atitudes mais compassivas como um olhar amoroso, um toque de carinho, uma palavra de incentivo e força. Enfim, um viver consciente de quem toma a vida pelas mãos, pois sabe o que deve ser feito e, simplesmente... faz.

Mas, para que o novo possa entrar, é preciso abrir espaço, descartar os velhos hábitos que já não nos servem mais. Trocar a lente dos nossos óculos convencionais pela lente de um caleidoscópio, nos adequando a novos cenários, mais belos, coloridos e plenos de possibilidades!

            Porém, essa explosão de possibilidades em cores e formas radiantes só é revelada à luz do sol - fonte de toda vitalidade - que, quando entra em nossa própria vida também a torna luminosa transformando-a em prosperidade e plenitude!

Pequenos, mas ritmados passos no nosso dia-a-dia são fundamentais para essa conquista – desde a organização dos espaços físicos externos até a organização dos espaços físicos internos (padrão de pensamento, padrão emocional).

Pois, assim como na limpeza de uma simples gaveta conseguimos novos espaços para acolhermos objetos que nos são úteis e necessários, na limpeza de nossos compartimentos internos ocorre o mesmo fenômeno. Ao removermos mágoas, ressentimentos, severidade, rigidez e limitação permitimos que nesse mesmo espaço ocupem: o perdão, a leveza, a alegria, a flexibilidade, a LIBERDADE!!!

O desenvolvimento da constância é que permitirá que o novo padrão se instale e que o movimento se estabeleça num contínuo sempre ascendente.

Tudo começa com o primeiro passo. Então, mãos-à-obra!!
Conciliando pés no chão e mãos em atividade, sempre regidos pelo ritmo do coração interior, a caminhada se torna mais leve. Então,

Mãos à obra! Pés no chão! Coração aberto!
Vamos permitir ao Novo, entrar em nossas vidas, mas antes, uma reflexão:

DE QUE VOCÊS NÃO PRECISAM MAIS?
“Tudo na vida serve a um propósito e desempenha um papel em sua jornada de cura, a começar pelos seus pensamentos e crenças. Até as energias que vocês utilizam para criar sua vida servem a um objetivo e há um momento em que elas não são mais úteis ou adequadas. Cada coisa que vocês já não apreciam, cumpriu a sua finalidade em sua vida e é algo de que vocês não necessitam mais. Vocês podem liberar essas coisas, sabendo que isso é um sinal de desfecho e conclusão? O que não é mais prazeroso representa uma energia que vocês completaram, que vocês terminaram e que ela também encerrou com vocês.

Assim como vocês têm lições a aprender a partir de cada experiência, elas também têm lições a aprender com vocês. Em cada situação, vocês são alunos e professores, aquele que precisa aprender e através da sua aprendizagem, vocês ensinam aos demais. Seja uma pessoa ou uma experiência, chega um momento em que já não há qualquer aprendizado ou energia em relação a vocês, nem vocês também com relação a isso. A conexão desaparece e se torna incompleta, insatisfatória, e o potencial para a cura, a aprendizagem e a transformação desaparecem. Sem uma conexão energética, torna-se algo de que vocês não precisam mais e que podem liberar agora.

Quando a sua vida está cheia de coisas de que vocês não precisam mais, há um sentimento de se estar aprisionado e infeliz, porque não existe ressonância energética ou conexão com quem vocês são e o que está em sua vida. É o momento de uma mudança para um novo nível de criação e compreensão. A partir de suas limitações, podem aprender acerca do modo como vocês se limitam. A partir da sua infelicidade, podem criar novas oportunidades para a alegria. A partir da sua dor, podem encontrar novos meios de expressar o amor. Para cada coisa de que vocês já não precisam, há algo esperando para substituí-la, uma vez que vocês acolham a transformação e permitam que novas formas de pensar e de ser se tornem a sua nova realidade.

Há um grande poder em ser capaz de liberar a si mesmo daquilo de que já não precisam, porque vocês se libertam dessa energia e também deixam que ela se mova, visto que ela também já não precisa de vocês. Então, cada um pode passar para outras experiências com que ressoem. Isso é real com as pessoas em sua vida, com o trabalho que vocês sabem que precisam mudar, com as crenças que limitam sua alegria e os pensamentos que os mantêm com medo. Quando vocês sabem disso, devem mudar, permitir que a mudança aconteça com alegria e gratidão, e estar cientes de que liberar o que já não precisam, permitem que novas energias entrem em sua vida. E que uma vez vocês percebam que não precisam mais de algo, uma cura e um ciclo de aprendizagem se encerram e vocês passam para um novo nível de vibração energética, de experiência e de potencial.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário