4 de mai de 2011

A Disciplina e o Ponto de Equilíbrio


A disciplina é uma virtude que, de fato, promove a Ordem que possibilita a concretização de nossas realizações.
A disciplina também nos conduz a um rico aprendizado no processo de crescimento, sendo assim um ingrediente imprescindível no processo de evolução.

Contudo, muitas vezes associamos e aplicamos a disciplina com tal rigor e inflexibilidade, no anseio cego de atingir nossas metas, sejam externas ou internas, que ela acaba por gerar um efeito colateral que impossibilita o desfrutar da leveza nas conquistas.

Isso ocorre quando polarizamos o seu uso, não permitindo que o seu valor intrínseco se estenda de forma equilibrada entre o benfeitor e seu propósito. E assim, os benefícios da disciplina tão bem aplicada no propósito a que serviu, deixa de servir, exatamente àquele que a aplicou.  

Como observamos na foto acima, até o aparentemente pesado, representado pela pedra grande, ao encontrar seu ponto de equilíbrio é capaz de revelar sua leveza. Analogamente, nenhum exercício de disciplina é pesado demais, quando o aplicamos equilibradamente e aceitamos com leveza da alma receber seus benefícios.

Assim, o propósito da reflexão dessa semana é promover uma pausa para si, abrindo espaço para o uso da mesma disciplina que serviu à conquista de seus propósitos pessoais para ser aplicada aos cuidados consigo mesmo, no exercício da disciplina em dedicar um momento do seu dia, a partir de hoje, em cuidados de autoamor, quer seja:

- uma prece de refazimento;
- uma harmonização no ritmo mental;
- a alimentação com calma;
- uma conversa sem descuidos verbais;
- um cumprimento mais atencioso;
- uma generosidade para com seu corpo;
- um instante para a leitura elevada;
- um minuto para resolver algo que importuna sua consciência...

(Lições para o autoamor – Wanderley Oliveira por Ermance Dufaux)

... dentre tantos outros cuidados que podemos promover como um presente a nós mesmos, um pouco a cada dia, como reverência à nossa VIDA - instrumento que nos possibilita o trilhar no caminho evolutivo para verdadeiramente SER.

Eu Sou grato à Vida, a Luz e ao Amor.



Um comentário:

  1. Eu também sou grata a Vida, a Luz e ao Amor ... e aos ensinamentos da minha querida amiga Fátima ...Parabéns ... tudo de bom prá você nesse seu novo ano pessoal !!!

    Gratidão,
    Cá.

    ResponderExcluir