12 de jan de 2015

Solte suas âncoras e a Presença ancora, sem demora

Foto de Cezar Lima

A tensão só existe
quando a gente resiste
a olhar o que É
ou insiste
em ver o que não é

Solte qualquer amarra
Não resista, não insista

Solte suas âncoras
E a Presença ancora, sem demora
no Infinito Agora.

É chegada a hora.

Fátima Lee

2 comentários:

  1. impressionado com a leveza e poder desta "suposta" poesia...o assunto resistência ainda resiste não é..rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... rsrs... enquanto a resistência resiste, a insistência persiste...
      Muito grata pela sua Presença nessas páginas, Ricardo!

      Excluir