26 de jan de 2015

Estações

Pinturas em Nanquim - arte de Wânia Rodrigues

No outono me despi
Deixei cair todo preconceito, toda crítica ou julgamento
Todo e qualquer conceito
Que até então teci

Veio o inverno e me recolhi
Percebi o quanto, apesar de ter soltado a bagagem
O corpo que me sustentava, embora mais leve, enrijecido estava
E, pela primeira vez, minha rigidez, senti

E veio a primavera, anunciando um novo tempo
E tal qual uma escultura de gelo que era, derreti
Segui um novo movimento
Me refiz em novas cores e formas, renasci

Chegado o verão
Senti o calor do sol me aquecer
E descobri toda a alegria que em mim havia
E foi então que minha origem, nunca mais esqueci.

Há uma dimensão dentro de mim que não tem nome, nem extensão, nem fim.
Eu Sou
Minha Vida é Luz!
Fátima Lee.

Nenhum comentário:

Postar um comentário