5 de dez de 2013

Ouça, Veja, Seja


Por quê corro, do que corro?
Por quê busco, o que busco?
Paro.
Ouço.
Olho aqui e no entorno.
Vejo evidências reais.
Riso se faz.
Paz.

Seja o que vier, como vier ou o que for, agora tanto faz.
 Pois, não há mais diferença entre o banal e o altruísta,
quando todo fazer se faz simplesmente experiência.
E, assim nenhuma forma se cristaliza na existência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário