1 de out de 2015

Fluir da Vida em Estado de Graça

Sinta o perfume da flor

Viver em "estado de Graça" é permitir o fluxo natural da energia da vida atuando em nós.
E a vida é uma eterna celebração quando permitimos que essa energia abundante se manifeste em cada pensamento livre de pré-conceitos, conceitos e preconceitos, em cada sentimento de paz e harmonia, em cada atitude compassiva e, em gestos delicados e gentis que espontaneamente brotam de nós em tudo o que fazemos, sem nenhuma intenção.
Onde todo entendimento é reconhecido imediatamente pelo grande tradutor, o Coração, que permite o fluir da vida livre, sem limitações, sem necessidade de controle, sem contradições.
Esse  movimento de vida livre, fluindo, me remete à infância às aulas de piano.
Na inocência da criança, nada parecia impossível!!
Ler uma partitura e coordenar as notas e os dedos das mãos, não necessitava entendimento, pois a própria prática fazia com que tudo acontecesse a seu tempo: a leitura, a prática da mão direita, da mão esquerda, o encontro das duas mãos.
E logo depois, o encontro das mãos com a melodia naturalmente acontecia porque mãos, coração e cabeça nunca tinham sido vistos como separados, ainda que o som das notas inicialmente saíssem 'secos' em virtude da tensão dos dedos ainda 'presos' pela recém 'teoria'.
 E, com a constância da prática, com o "experienciar" sem apegos aos erros ou acertos,  o  aprendizado da percepção de si mesmo foi acontecendo, naturalmente, através das notas e dos sons emitidos como extensão dos próprios dedos. 
E, aos poucos, dando espaço para o 'sentir' -  a permissão para que o movimento dos dedos acontecesse com leveza, em entrega, ainda que uma certa dose de firmeza fosse necessária para 'imprimir' a 'forma' dos sons na matéria que agora podiam ecoar, reverberar... 
Equilíbrio.
Então, a magia! A alquimia que transforma a energia vital em doce melodia, por intermédio da expressão do ser.
E, hoje posso compreender que assim é para todo processo de criação em nossa vida, ao encontrarmos o ponto de equilíbrio entre a leveza do espírito e a firmeza da matéria para manifestarmos essa melodia harmônica de nosso som fundamental, pois não há mais separação na integração e integridade de nós mesmos.
E, a vida nesse processo contínuo, ganha novos significados e novas cores, ao olharmos para trás enxergando em cada experimentação um rico aprendizado que faz de nós esse 'continuum' eterno de Luz, Cores e Sons em movimento! 
Estar em Graça é viver em profunda gratidão. Fazer da vida um DIVINO VIVER!

Quando encontramos na Vida a Graça, a Bem-Aventurança vem de graça
Fátima Lee


Nenhum comentário:

Postar um comentário