14 de jan de 2014

Acima do pensamento


Estranhamente estranho
É o não pensar.
Estranha a mente
Que agora não mente,
Não briga, nem resiste,
Não insiste.
Esvazia.
E não mais acumula.
Não pesa, nem voa.
Não mais enevoa.
Pois
Nuvem que em gotas de chuva 
Escoa
Desfaz o pensamento.
Fica,
Só o céu azul no firmamento.

Fátima Lee

Nenhum comentário:

Postar um comentário